Translate

sábado, 20 de outubro de 2012

O que o Windows RT não pode fazer


O que o Windows RT não pode fazer
Você provavelmente sabe que o novo Windows virá em duas versões diferentes: Windows 8 e Windows RT. Eles têm nomes semelhantes. Eles têm a mesma aparência. Mas há diferenças importantes entre os dois que você precisa saber.
Surface, assim como outros tablets Windows que virão, terá opções com Windows RT e com Windows 8. O que é ótimo! Mais escolha é sempre melhor. O problema: a diferença entre RT e W8 é tão grande quanto entre iOS e Mac OS X – só que as duas versões do Windows parecem exatamente iguais à primeira vista.
Há diversos benefícios em usar o RT: maior duração de bateria, dispositivos mais leves, preço mais barato… mas também há limitações. Eis as maiores.

Ele não rodará muitos de seus programas

A principal forma pela qual o Windows RT limita você é bem abrangente: você não pode rodar muitos dos mesmos programas que você tem no seu PC. E os aplicativos que você pode usar precisam ser atualizados para rodar em interface Metro/Modern/Sei Lá no Windows RT.
Para muitas tarefas básicas, isso não será um problema. E isso vale especialmente para estudantes, uma vez que o RT acompanha uma versão gratuita e completa do Office 2013.
Mas a ausência de software legado será um problema para quem entrou no ecossistema do Windows ao longo dos anos, e para quem espera que seus programas funcionem entre dispositivos. Não será o caso. No entanto, tablets com Windows 8 – como o Surface que será lançado em três meses – podem rodar basicamente qualquer programa do Windows que você já usou nos últimos anos.
Conclusão: Se você precisa de aplicativos específicos para trabalho – até mesmo algo básico como o Photoshop – melhor deixar tablets RT de lado.

Seleção limitada de apps

Este deve ser apenas um obstáculo temporário, mas a seleção de apps para o Windows RT ainda não é tão robusta quanto você esperaria. Além de não rodar aplicativos legados x86, o sistema operacional só pode instalar apps através da Windows Store.
Lembra todas aqueles questionamentos que você ouviu sobre certificação de jogos? Isso não importa tanto no Windows 8 (que pode rodar programas de qualquer lugar), mas isso poderia limitar bastante, por um tempo, os apps que você verá na plataforma RT.
Outro problema está em navegadores como Firefox e Chrome, que não devem ter versão para Windows RT tão cedo. Tanto a Mozilla como o Google dizem que a nova plataforma limita navegadores que não sejam o Internet Explorer. Apps Metro não podem abrir mais de um processo por vez (como o Chrome faz com suas abas), e é difícil implementar plugins.
Neste momento, há um total de 5.562 apps na Windows Store em todo o mundo, e 94% deles são compatíveis com Windows RT. É um número muito bom, e inclui o apoio de pesos pesados como Netflix, Evernote e Amazon. Os apps da própria Microsoft também ajudam.
Mas o Android 3.0 Honeycomb sofreu justamente por ter uma oferta fraca de apps para tablets, e os números para RT estão no mesmo patamar. Ainda não há apps oficiais básicos, como para Twitter, Facebook e Rdio. De novo, os tablets x86 não têm esse problema, já que podem rodar qualquer coisa que funcione em seu desktop hoje.
Felizmente, o Windows RT vem com a suíte completa do Office 2013. O Office RT inclui Word, Excel, PowerPoint e OneNote, e sincroniza seus documentos usando o SkyDrive.

Menos aberto

Muita se disse que a predominância da Windows Store seria um sinal de que a Microsoft vai tornar sua plataforma ainda mais fechada. Bem, o Windows 8 continua basicamente o mesmo: você ainda pode baixar um aplicativo de qualquer lugar e instalá-lo, sem passar por todos os canais oficiais da Microsoft.
Mas a compra e instalação de apps em dispositivos RT é basicamente como se faz em um dispositivo iOS: funciona através de um só local – no caso, a Windows Store. Não há nada de intrinsecamente errado com isso, mas é diferente. E talvez seja estranho para algumas pessoas.
Talvez seja possível instalar apps de formas não-oficiais no Windows RT – assim como no Windows Phone 8 – mas espero que não seja muito trabalhoso.

Windows Media Player / Center

Se você usa o Windows Media Center como DVR, você também precisa de uma máquina x86 para controlá-lo, uma vez que o RT não funciona com o WMC. Ele também não vem com o Windows Media Player, mas isso não é problema – há apps de mídia padrão bem competentes para isso.

Uso corporativo

Usuários corporativos devem ser especialmente cautelosos com o Windows RT. O mais importante: você não pode usar o Windows RT com um domínio Windows Active Directory. Então, se você precisa de AD, tem que ir de x86.
Além disso, o Office RT “não é para uso comercial, com fins lucrativos, ou para atividades que gerem receita”. Quer dizer, empresas precisam comprar uma licença do Office para usar o tablet em ambiente corporativo.
Além disso, você não terá o Outlook com o seu Office RT, portanto será necesário usar o Mail e Calendar para sincronizar com o Exchange. Isso não é um grande problema, só que algumas empresas são bem rígidas em manter tudo padronizado, então pode ser um incômodo.

Vale a pena?

É uma pena que a Microsoft não fez um trabalho particularmente bom em explicar a diferença entre RT e x86, nem para seus próprios funcionários. E as diferenças que podem não importam para uma pessoa podem ser decisivas para outros.
Para a maioria dos consumidores, que usam tablets com Windows da mesma forma que um iPad, o Windows RT deve ser muito bom – especialmente depois que a Microsoft encher a Loja com mais apps.
Se, no entanto, você não quiser ficar limitado à Windows Store, o jeito é ir de x86. Este também pode ser o caso para empresas.

Pode gostar também de

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...