Translate

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Análise: Vale a pena um SSD?



Será que vale a pena investir num SSD? Mas o que é um SSD e qual a diferença para o HD convencional? Eu comprei um SSD e farei uma análise para vocês aqui ;)

Antes de começar a analisar mesmo, o que é um SSD? Alguns devem saber já o que é um SSD e as suas vantagens, mas muitos não devem saber. SSD significa Solid State Drive (ou Disco de Estado Sólido em português) e ao contrário do HDD (Hard Disk Drive ou Unidade de Disco Rígido) ele não usa partes mecânicas, é menor e mais rápido.

Para funcionar, o HD tem discos magnéticos que giram, uma cabeça de leitura passa pelos discos enquanto eles giram para procurar e então ler os dados. Os HDs normalmente possuem alta capacidade de armazenamento (até 4TB em um HD), baixo custo por GB (entre R$0,10 e R$0,25) e velocidade de rotação de 7.200 RPM. Mas e os SSDs como funcionam?

Os SSDs não tem discos e são menores que os HDs, enquanto os HDs usam as baias de 3,5" no gabinete ou de 2,5" em notebooks, os SSDs usam somente baia de 2,5". Mas a parte de funcionamento seria como se fosse um cartão de memória grande e super rápido no PC, ele usa memória flash, que está se popularizando graças aos aparelhos móveis (tablets, smartphones e ultrabooks) que usam memória flash entre 1GB e 128GB (iPad somente). Como no SSD o dado é guardado em uma parte, ele não precisa mover a cabeça de leitura até a parte do disco que está o dado, ler, mandar para o sistema, ler a próxima parte (que normalmente não está seguido) então o SSD consegue ser mais rápido que o HD. O lado ruim? O custo por GB é cerca de R$2,00, muito mais alto que o HD.

Enquanto que um HD com 1TB custa entre R$300 e R$450, um SSD de 120GB ou 128GB custa entre R$500 e R$700 (SSDs normais, não os de altíssimo desempenho que chegam a mais de R$2.000). Então, qual realmente as vantagens do SSD sobre o HD e vale a pena esse investimento alto?



Vou fazer como Jack, o Estripador: vou por partes:

CONEXÃO

Os HDs tem tamanho de 3,5" ou 2,5" como mencionei antes, mas eles podem usar SATA II ou SATA III, os HDs mais atuais não usam mais o padrão IDE. Já os SSDs podem usar SATA II, SATA III ou até mesmo PCI Express para velocidades incríveis! Veja abaixo em taxa de transferência.




TAXA DE TRANSFERÊNCIA

A taxa de transferência é sempre teórica, nunca (ou quase nunca) ela realmente vai ser atingida. A taxa máxima do padrão SATA II é de 300 MB/s ou 3 Gbps e do SATA III é de 600 MB/s ou 6 Gbps. O HD mesmo usando SATA III chega entre 120 e 160 MB/s tanto para escrita como para leitura, já o SSD SATA II varia entre 200 e 260 MB/s também para leitura e escrita. A diferença real mesmo é no SATA III, onde bons SSDs conseguem até 560 MB/s de leitura e escrita! A diferença na taxa de transferência é gritante, o HD não chega nem a utilizar todo o potencial do SATA II enquanto que os SSDs conseguem chegar a quase 600 MB/s do SATA III. Mas e os SSDs que usam PCI Express? Estes custam extremamente caros (um de 120GB chega a mais de R$2.000) mas também possuem velocidades muito mais altas que o SATA III. Normalmente usam PCI Express 2.0 X1 ou X4 (se o usuário tiver uma placa-mãe sem PCI Express X4 pode ser colocado num slot X8 ou X16) e tem velocidade de leitura e de escrita de até 1000 MB/s! Mais que 3 vezes a velocidade máxima do SATA III.


CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO

Nesta questão o HD ganha sem problemas, já que um HD pode ter até 4TB em um único HD enquanto que os SSDs possuem no máximo 512GB.


PREÇO

O HD novamente ganha, pois é bem mais barato comprar um HD de 500GB (entre R$200 e R$350) do que um SSD de 512GB (cerca de R$2.300). 


VIDA ÚTIL

O HD tem uma vida útil de cerca de 10 anos sem o PC ficar ligado o dia inteiro, pois usa partes mecânicas e quanto mais usar, mais desgasta e antes ele "morre". Já o SSD não tem esse problema, mas tem capacidade de gravação bem menor do que o HD. Enquanto que no HD pode-se gravar quantas vezes quiser sem problemas, o SSD tem um limite e os blocos que os dados são gravados vão "morrendo". Qual tem a vida útil maior? Depende do uso (logo comento sobre isso).


PROBLEMAS

O HD tem partes mecânicas (já foi comentado várias vezes) e por isso ele "se mexe", ele vibra e gera calor. O SSD não tem esses problemas, ele pode ficar solto no gabinete que não vai vibrar nem nada, mas não é recomendado. E na questão de quedas (no caso de notebooks) os SSDs são mais resistentes porque caso um HD caia, a cabeça de leitura pode estar no meio do disco lendo ou gravando e na queda isso pode riscar o disco magnético. Já o SSD não tem esse problema, mas não é por causa disso que você vai comprar um e jogar no chão para testar.


TEMPO DE BOOT

O tempo de boot é o tempo que inicia o Windows, eu testei com um HD de 160GB com 16MB de cache (nota 5,7 no Windows 7 x64) e padrão SATA II e ele demorava 2 minutos e 12 segundos para iniciar e abrir os programas (Steam, Origin, Microsoft Security, LucidVirtu, GeForce Experience e MSI Afterburn), mas ainda ficava lento por um tempo. Então comprei um SSD SanDisk de 128GB com taxa de transferência de 490 MB/s para leitura e de 350 MB/s para escrita que usa SATA III. O tempo que demorou para iniciar o Windows, abrir todos os programas e o Windows NÃO ficar lento por um tempo foi de cerca de 30 segundos. Sim, o tempo de boot diminuiu cerca de 2 minutos! Não chega nem a aparecer "Iniciando o Windows", quando aparece alguma coisa já aparece a tela azul de Bem-Vindo do Windows 7. Além disso, a nota do Windows passou de 5,7 para 7,5, sendo que o máximo é 7,9, isso que este SSD não é nem dos de alta performance.



E ENTÃO, VALE A PENA?

E a resposta para a pergunta de 1 milhão de dólares é ... Depende. Para usuários comuns, que usam apenas a internet, Office, etc. não vale a pena, pois a diferença seria apenas no boot. Já para gamers e entusiastas que já tem um PC bom, compensa pois os programas em geral abrem mais rápido (instalados no C:) e programas mais pesados também. Nos jogos a diferença é mínima e não compensa o investimento.


ENTÃO QUERO COMPRAR UM SSD, MAS QUAL EU COMPRO?

Novamente depende. Para um usuário comum sem muita coisa instalada, um SSD de 60GB ou 64GB deve bastar para o sistema e os programas. Para quem tem muitos programas e o Windows + programas ocupa já uns 50GB, o ideal é procurar um SSD de 80GB ou de 120GB / 128GB. De preferência aos que usam SATA III mesmo que sua placa-mãe não suporte pois eles tem taxa de transferência maior e caso seja feito um upgrade e passe a ter SATA III, já terá um SSD compatível com alta velocidade.

O ideal é ter um SSD para o sistema e programas e um HD para salvar os dados como música, vídeos, jogos, etc. 

Espero que tenham gostado deste post grande =)

Pode gostar também de

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...