Translate

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

AMD anuncia nova linha de processadores Ryzen



Durante o evento New Horizon, realizado no dia 13/12/16, a AMD anunciou os novos processadores Ryzen, de forma oficial, que utilizam a arquitetura Zen. Durante o evento, foi mostrado o processador Ryzen de 8 núcleos e 16 threads contra um i7 6900k, de 8 núcleos e 16 threads também, e a disputa foi acirrada, com vantagem para o Ryzen. Um detalhe é que o Ryzen deverá custar menos que o i7 6900k (que custa aproximadamente US$1000).


O salto de desempenho entre os FX (Bulldozer), lançados em 2011 e recebendo melhorias com os novos lançamentos, e os Ryzen é explicado pelo aumento expressivo no número de instruções por clock que os novos processadores são capazes de executar, 40% mais do que os FX. Além disso, os novos processadores terão tecnologias novas e mais inteligentes para otimizar o uso.

Através de vários sensores e pelo SenseMI, o processador poderá otimizar a tensão do processador, diminuindo a temperatura e consumo (Pure Power) e aumentar o clock em intervalos de 25 MHz como um Boost, mas podendo ir além do clock definido para Boost para aumentar o desempenho (Precision Boost). Além disso, ele detectará o sistema de refrigeração usado e otimizará o clock para deixá-lo mais alto por mais tempo, de acordo com o sistema de refrigeração e temperatura (Extended Frequency Range).




Mas além destas novas tecnologias que usam os vários sensores disponíveis no processador, o Ryzen terá duas novas tecnologias inteligentes para otimizar o cache e recursos do processador. O Neural Net Prediction utiliza da tecnologia de "predição" já presente nos processadores atuais e de inteligência artificial para otimizar os recursos do processador, prevendo o que o programa irá fazer e quais partes do processador ele irá precisar. O Smart Prefetch é algo parecido, mas serve para disponibilizar os dados salvos em cache mais rapidamente.



Os novos processadores terão 20 MB de memória cache L2 + L3, clock mínimo de 3.4 GHz e usarão a nova plataforma AMD AM4, que conta com novos recursos importantes como suporte a memórias DDR4, USB 3.1, PCI Express 3.0, SATA Express e NVMe. Além disso, a plataforma AM4 unificará os processadores normais com as APUs. 


Os processadores Ryzen deverão estar disponíveis no primeiro quarto de 2017 (Q1 2017, ou até março) e serão compostos pelos Summit Ridge, com até 8 núcleos e 16 threads, 95W de TDP, sem GPU integrada e voltada para entusiastas e mercado de alto desempenho; os Bristol Ridge, com até 4 núcleos e 8 threads e GPU integrada; os Naples, voltados para servidores e os Raven Ridge, para dispositivos compactos e notebooks.

Fontes: Adrenaline e PCWorld

Pode gostar também de

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...